Histórico


    Votação
     Dê uma nota para meu blog


    Outros sites
     TRADIÇÕES: DARUMA
     BREVE HISTÓRICO DA AACJ
     PRODUTOS: KIT AACJ SUSHIMAN CHEF
     PRÊMIO: ORDEM DO MÉRITO KASATO MARU
     ESPECIAL: ECJ/BR
     ESPECIAL: PERSONAL SUSHI
     RECEITAS: BOLINHO DE TOFU
     RECEITAS: MAZE GOHAN DE MOTI GOME
     RECEITAS: SUKIYAKI LIGHT
     RECEITAS: TEMPURÁ
     RECEITAS: MAKIZUSHI
     RECEITAS: CONSERVA DE DAIKON
     RECEITAS: ARROZ DE FESTA
     RECEITAS: Sugaki do Tanji
     RESTAURANTES: Kaizen
     RECEITAS: ARROZ PARA SUSHI
     RECEITAS: Salada de Acelga
     RESTAURANTES: MIYAKE SUSHI
     RESTAURANTES: PRÊMIO PALADAR
     RESTAURANTES: MAKÔZUSHI-MARÍLIA
     RESTAURANTES: Banri Katian
     RESTAURANTES: COMER & BEBER: O MELHOR DE VEJA SP
     EVENTO: A FUSÃO DAS CULINÁRIAS ORIENTAL E OCIDENTAL COM ADRIANO KANASHIRO
     EVENTO: 3o. NIKKEY MATSURI
     EVENTO: Festival do Japão 2009
     EVENTO: Festival do Japão 2008
     EVENTO: A ARTE DO SUSHI COM JUN SAKAMOTO
     GALERIA: TIPOS DE SUSHI
     GALERIA: FOTOS DE CURSO DA AACJ EM 1997
     GALERIA: COMPRAS NA LIBERDADE
     GALERIA: FOTOS DA SEMANA CULTURAL BRASIL-JAPÃO
     GALERIA: ESTILO DE VIDA
     GALERIA: SUSHIS "DIFERENTES"
     GALERIA: ANO NOVO
     VÍDEO: PASSEIO DE ESTEIRA ROLANTE
     VÍDEO: JUN SAKAMOTO
     VÍDEO: TSUYOSHI MURAKAMI
     VÍDEO: JUN SAKAMOTO NO MAIS VOCÊ
     VÍDEO: UDON
     VÍDEO: TOQUE BRASILEIRO
     VÍDEO: ESCOLHENDO O PEIXE
     VÍDEO: FAZENDO SUSHI
     VÍDEO: FAZENDO SUSHI - II
     VÍDEO: Aldo Paladino no Momento Temperado
     VÍDEO: ADRIANO KANASHIRO
     VÍDEO: ASA GOHAN
     CURIOSIDADES: OS HASHIS
     CURIOSIDADES: Nihongo Culinário
     CURIOSIDADES: O SHOYU
     CURIOSIDADES: LEILÃO DE ATUM EM TÓQUIO
     PERFIL: JUN SAKAMOTO
     PERFIL: OS QUATRO SAMURAIS
     UTENSÍLIOS: CLIP NO HASHI
     UTENSÍLIOS: FERRAMENTAS PARA MANUSEIO DE PEIXES
     LIVRO: As Minhas Receitas Japonesas
     LIVRO: Sushi - Técnicas e Receitas
     MANGÁ: Gourmet


     
    AACJ - ASSOCIAÇÃO DOS ADEPTOS DA CULINÁRIA JAPONESA


    Hashis Harry Potter

    A Kotobukiya, empresa japonesa especializada em brinquedos colecionáveis  acaba de lançar os Hashis Harry Potter, que imitam as varinhas mágicas de Harry Potter, Hermione Granger e Rony Weasley, os protagonistas da série de filmes e livros criados pela britânica J.K. Rowling.

    Hashi Harry Potter

    Hashi Ron Weasley

    Hashi Hermione Granger

    Os hashis têm 22 cm de comprimento e serão comercializados a partir de abril de 2011. O preço do par de hashis deve variar em torno de 1000 yenes. O lançamento deve repetir o sucesso da série Lightsaber Chopsticks, também da Kotobukiya, baseada na série Star Wars, grande sucesso de vendas no mundo inteiro.



    Escrito por AACJ - BR às 15h41
    [] [envie esta mensagem] []



    Diga yuzú, não yúzu

    Por Cíntia Bertolino, estadao.com.br

    Se não tivesse uma personalidade tão marcante, o yuzu certamente viveria às voltas com intermináveis crises de identidade. E quem poderia condená-lo? Afinal, ele nasceu na China, há milhares de anos, mas encontrou uma recepção tão calorosa no Japão que lá fincou raízes, a ponto de fazer muita gente esquecer a ancestralidade chinesa.

    Conhecido como limão japonês, o yuzu não é exatamente um limão. É um cítrico da família do grapefruit, com suco menos ácido e menos abundante do que o nosso limão taiti - em solidariedade ao yuzu, vale lembrar que o taiti também não é limão, e sim uma lima ácida.

    E as particularidades do yuzu não param por aí. É uma fruta que, ao contrário de seus primos carnudos, teima em ostentar uma casca mais sedutora que a polpa. E, para uma fruta, vive uma suprema incoerência: tem aroma (cortesia dos óleos essenciais da casca) mais reverenciado que seu sabor.

    'A fragrância do yuzu é muito particular. Não se assemelha a nenhum outro cítrico conhecido no Ocidente', escreveu Shizuo Tsuji na obra-referência Japanese Cooking - A Simple Art (Ed. Kodasha, 1980).

    Para os japoneses, yuzu não é apenas um produto importante, mas um símbolo da passagem do tempo e das mudanças de estação. 'É um ingrediente essencial da nossa cozinha. Intérprete perfeito das quatro estações do ano', explica o chef japonês Toshio Tanahashi, da Zecoow Culinary Institute, em Tóquio. 'No fim da primavera e início do verão, as flores brancas e pequenas são usadas para aromatizar caldos. No outono, quando está verde e sua casca ainda mais perfumada, também é usado. Quando amadurece, o fruto amarelo anuncia a chegada do inverno.'

    No Brasil. Fundamental para a culinária japonesa, o yuzu ainda é pouco conhecido e utilizado no País, principalmente porque é difícil de ser encontrado.

    Inconformado por não achar yuzu em São Paulo, o chef japonês Shin Koike começou a procurar entre os imigrantes japoneses alguém que pudesse cultivar o fruto. Tanto procurou que encontrou Oki Shinichi, agrônomo japonês que o ajudou a encontrar alguns pequenos produtores de yuzu.

    E isso foi antes de abrir o Aizomê, em 2007. 'Quando ainda tinha o A1, eu já usava yuzu', diz Shin, sobre o saudoso restaurante no subsolo do Center 3. O chef costuma comprar a fruta in natura, mas também usa pasta, casca desidratada, macerada com pimenta e suco de yuzu misturado ao shoyu, que, aí, se transforma em ponzu. 'É ótimo tanto em pratos frios, no sushi, no sashimi, como em pratos quentes como o chawanmushi', diz Shin.

    Por aqui, a colheita de yuzu acontece em maio. É nessa época que Alexandre Tatsuya Iida, da Adega de Sake, compra uma grande quantidade da fruta para ser processada e transformada em pasta. Há cerca de três anos a Adega de Sake vende a pasta de yuzu que abastece a colônia japonesa e restaurantes como o Aizomê (tel. 3251-5157) e o Kinoshita (tel. 3847-6940).

    'Este ano a casca não tinha um aspecto muito bom, então vendemos apenas 33 unidades in natura', conta Iida.

    Também foi só há três anos que o chef Tsuyoshi Murakami conseguiu colocar no cardápio do Kinoshita pratos com um de seus ingredientes favoritos. Antes disso, conta o chef, sem ter um fornecimento regular, ele dependia da família e de amigos vindos do Japão para matar a saudade do aroma peculiar de yuzu.

    'Na salada, com peixe e no arroz branco, yuzu é uma loucura', empolga-se Murakami. No Kinoshita, dá para sentir o aroma e o gostinho ácido do yuzu no sushi, no dashi da sopa de vieira, na deliciosa sobremesa yuzu manga ice e no uso intuitivo pelos chefs que atendem no balcão.

    Japão? Não, é em Itaquera mesmo

    O agrônomo japonês Oki Shinichi mantém um pedacinho do Japão no quintal de casa. É lá que ficam as mudas de yuzu que ele vende e ensina a cuidar (R$ 20 cada). No terraço bem cuidado, entre mudas de mirtilo já com frutos, ele também planta mitsuba, um tipo de erva-doce. Nascido em Hiroshima, Oki mora no Brasil desde 1961 e na última sexta-feira levou a reportagem do Paladar até Itaquera para ver de perto um pé de yuzu no quintal de Patrício Yoshio Yoshioka, que também cultiva limão de Okinawa. Para comprar mudas de yuzu, é só ligar para seu Oki (tel. 9510-6053). type="text/javascript">



    Escrito por AACJ - BR às 20h45
    [] [envie esta mensagem] []



    Aplicativo para iPad ensina a preparar comida japonesa

    Os amantes de comida japonesa ganharam uma app para utilizar no iPad: a Japanese Food Recipe. O aplicativo, desenvolvido pela Excite Japan, tem detalhes de 270 pratos japoneses. Entre eles, os tradicionais Sushi, Tempura e sopa de missô.

    Dentre as utilidades da app estão a possibilidade de procurar pratos específicos, montar uma lista de compras diretamente no aplicativo e salvar as receitas favoritas. E, claro, instruções sobre como preparar cada prato.

    Outro recurso interessante é de ordenar as iguarias por tempo tempo de preparo e até mesmo pelo número de calorias dos alimentos. Além disso, todos os pratos estão separados por categorias, possuem fotos e você pode adaptar automaticamente as quantidades dos ingredientes para quantas porções desejar.

    Na App Store, o aplicativo de 77.1 MB custa US$ 7 e requer sistema iOS 3.2 ou superior. Ele não possui versão em português.

     



    Escrito por AACJ - BR às 18h10
    [] [envie esta mensagem] []



    III Teishoku Solidário

    VEJA A GALERIA DE FOTOS DO II TEISHOKU SOLIDÁRIO



    Escrito por AACJ - BR às 15h22
    [] [envie esta mensagem] []



    Japan Experience 2010 - Programação

    Simultaneamente aos Workshops e Atrações de Palco estarão ocorrendo também o Undokai (Gincana japonesa) no gramado, oficinas de contação de histórias, teatro e kamishibai na Biblioteca, além de workshops de nihongo, artes marciais, exposição de pipas, e, é claro, tenda da Culinária Japonesa na Praça de Alimentação.



    Escrito por AACJ - BR às 12h57
    [] [envie esta mensagem] []



    Japan Experience 2010

     

    A Comissão de Jovens do Bunkyo apresenta a sexta edição do Japan Experience, evento com entrada gratuita, a ser realizado no dia 14 de novembro no Parque da Juventude, zona norte de São Paulo.

    Idealizado por Chieko Aoki, fundadora da rede Blue Tree Hotels, tem como principal diferencial ser elaborado e executado por jovens voluntários, e visa proporcionar uma experimentação prática da cultura japonesa, além de propiciar um primeiro contato àqueles que não a conhecem. O público-alvo são os brasileiros de todas as idades, etnias e culturas.

    Desde 2005, o evento já reuniu mais de 60 mil pessoas. Este ano, o Japan Experience tem como desafio aprofundar o conhecimento proporcionando ao público uma imersão na cultura japonesa (e não apenas a prática) através da construção de um evento inovador, criativo e audacioso por meio das idéias e ações de jovens líderes.

    A programação oferecida inclui as artes manuais e visuais, esportes, artes marciais, música, dança e tradições ligadas à cultura japonesa, por meio de workshops, shows e palestras gratuitas. Além disso, há um espaço dedicado às crianças, com atividades e apresentações. Dentro do evento, pode-se ver tanto a preservação das tradições japonesas como a aliança das mesmas com elementos da cultura brasileira na prática moderna, sempre buscando a inovação.

    Japan Experience 2010

    Entrada franca

    Data: 14 de novembro

    Horário: 10h às 18h

    Local: Parque da Juventude – Prédios da ETEC – Centro Paula Souza

    Endereço: Av. Cruzeiro do Sul, 2.630

    Acesso: Através da Estação Carandiru (linha azul do metrô) e por mais de 20 linhas de ônibus.

    COMO CHEGAR:

    Desça na Estação Carandiru (Linha-1 Azul do Metrô)



    VEJA A GALERIA DE FOTOS DO JAPAN EXPERIENCE 2009



    Escrito por AACJ - BR às 20h51
    [] [envie esta mensagem] []




    [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]